Os Carros

A minha vida começou a fazer mais sentido no dia 17 de Janeiro de 2014, dia em que nasceu o menino dos meus olhos, o meu Alexandre (Xaninho para a familia).
Até aos 18 meses tudo corria dentro da normalidade, por assim dizer, até termos o diagnóstico de Autismo. Desde então, andamos em terapias, tratamentos com suplementação e vitaminas. O Xaninho tem mostrado um desenvolvimento notável, é um menino de fases, ganha e perde muitas “manias” e “vícios”. E isso tem acontecido sempre.

Maaaas agora com 4 anos (mais precisamente desde Dezembro) anda na fase dos carrinhos, pequenos, grandes, com bonecos lá dentro, todos igualmente estacionados e alinhados, tudo o que for plano é uma estrada cá em casa. Ele adora, e nós ficamos babadissimos!
Até na terapia estão a usar os carrinhos como representações, depois faço um post sobre isso.

Nunca tomamos nada por garantido, mas esta fase (maravilhosa) está a durar tanto tempoooo! 
Agora vocês perguntam-se: – Mas por que raio eles estão tão contentes, apenas pelo miúdo brincar com carros?
E eu respondo: – Porque o miúdo não brincava com NENHUM brinquedo antes. Aliás, brincava com tudo menos brinquedos!

Sabem aqueles pais que ficam felizes porque a sala e o quarto estão desarrumados, cheios de brinquedos no chão? Não? Somos nós! A primeira vez que isso aconteceu até me vieram lágrimas aos olhos… Que orgulho do meu pequeno.

Leave a Reply